Nada me faltará?

by fevereiro 17, 2018

Essa e uma pergunta interessante para nos cristãos será que realmente nada nos falta? Será que o temos nos satisfaz o nosso desejo e o nosso anseio por querer o bem-estar? E com essas duas perguntas principais que me levou a meditar no versículo-chave que usarei nesse estudo.


“O Senhor é o meu pastor nada me faltará” Sl 23.1


         Passagem conhecida de todos os evangélicos, católicos, ateus enfim por todos os seres humanos na terra. Mas, realmente temos sentido falta de alguma coisa? Ou nada nos falta? O crente vive passando necessidades em sua vida, sempre precisando de algo para suprir e atender as suas necessidades básicas. Comida, água, casa, dinheiro, saúde e outras coisas. Estamos no limite de nossas vidas ate as pessoas que são ricas sentem falta de algo. Mas o que o rei David quis nos dizer com isso? Será que ele nunca passou por necessidade para poder escrever isso? Mas antes vamos analisar a vida de alguns homens importantes.

1 – Abraão, o pai da fé.

               Começarei logo pelo patriarca de David. Abraão tinha a promessa de ser uma grande nação e ser rico e prospero na terra. Deus o chamou com setenta e cinco anos de idade e pedindo para sair do meio de sua parentela e ir a uma terra que ele mostraria (Gn 12.1-7). Passou vinte e cinco anos esperando para nascer um filho que se cumpriria todos os desejos e vontade Deus. É um período muito longo de vida e ter muita fé para esperar todo esse tempo na promessa, claro que ele quis desistir no meio da jornada e voltar atrás para o meio de sua parentela. Mas, analisamos um pouco esses vinte e cinco anos que ele passou na terra de Canaã, Abraão passou por duas fomes graves na terra, armou todos os seus servos e foi à guerra com apenas 318 homens armados e saiu vitorioso, perdeu a esposa por duas vezes por medo de morrer pelos homens da terra de suas peregrinações. Apesar de todas essas coisas ele nunca desistiu de sua promessa e confiou em Deus que o supria de todas as suas necessidades diariamente.

2 – Jó, o rico pobre.

Assim como Abraão vemos a vida de Jó, alguns acreditam que eles tenham sidos contemporâneos e outros acreditam que não tenham sido. Apesar de todo o mistério temporal se ele existiu ou não Jó e uma prova grande de saber o que é ter um grande momento de aperreio. Logo no primeiro capítulo do livro que tem o seu nome (Jó 1.1-21) lemos a aposta feita entre Deus e o diabo o qual acusou Jó indignamente adorar a Deus por causa de seus bens, pois, Deus o abençoava em tudo que ele fazia. Jó assim como Abraão era um homem temente a Deus ao ponto que em Jó 1.1 vemos quatro características de sua vida. Ao perder tudo ele jamais se levantou indignamente para por a culpa em Deus, mas, ao contrário agradeceu a Deus por ter lhe dado tudo e ter lhe tirado aquilo que Ele tinha lhe dado. Ora quanto exemplo de fé e demonstração de confiança ao Senhor da parte de Jô que acreditava que ele não permaneceria nessa situação para sempre porque o seu Redentor iria livrá-lo da situação que ele se encontrava (Jó 19.25).


3 – O pastor do rei David

       Era por saber e acreditar no Redentor de Jó que Davi no meio do campo, segundo estudiosos composto este Salmo 23: “O Senhor é o meu pastor nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos...”. Mas, espera um momento? Davi como israelita conhecia a história de seu patriarca Abraão e sabia de todas as suas dificuldades na terra de Canaã e o que o seu povo passou no deserto. Se levarmos em conta outra linha teológica que acredita que Jó foi o primeiro livro do povo israelita podemos acreditar que ele também conhecia a história de Jó. E no meio do campo escreve NADA ME FALTARÁ? Podemos ver o que realmente David escreveu: “ADONAY ROIY LOH ECHSAR”, quatro palavras hebraicas que por muito tempo tem sido o guia de muitos crentes que deixam suas bíblias abertas em sua casa nesse salmo especificamente. Vamos a uma tradução livre das palavras do versículo.
ADONAY= No texto original esta o nome de Deus, o qual substitui por Adonay;
ROIY=. A palavra Roi está terminada com Yud. Logo é usado o pronome obliquo meu traduzindo assim para; Meu pastor
LOH= Não
ECHSAR= Vem do verbo “chasar” que significa faltar, ter necessidade, sentir falta de. A palavra está conjugada na primeira pessoa do futuro.
       Vamos traduzir o texto no seu original O senhor meu pastor não faltará. A colocação da palavra “nada” na tradução portuguesa faz com que perca o real sentido daquilo que David quis realmente escreve no texto. Pode faltar todas as coisas mais Jamais Deus faltaria em sua vida.

Conclusão

E baseado nessa esperança que Abraão não perdeu a fé, José recusou se deitar com a esposa de Potifar por saber que esse Deus supria suas necessidades, Moisés no deserto por acreditar no Senhor teve o seu rosto resplandecido e por acreditar que Deus era o seu Redentor Jó não sentiu falta de nada. De que você tem falta?


Shalom Lekulam (Paz para todos)



Sinais da verdadeira prosperidade

by fevereiro 09, 2018
"E o SENHOR estava com José, e foi homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio." Gn 39:2


      Nesse capítulo lemos a historia de um escravo que virou governador de todo o Egito. Qual era o segredo de José para que tudo que ele fizesse tivesse um grande êxito? E muito fácil e simples de responder a sua sinceridade e comunhão com Deus. A bíblia não relata de como era necessariamente a vida de oração de José e os ensinamentos de Jacó para com os seus filhos. O segredo do sucesso de José estava naquilo que ele ouvira de seus pais (Jacó e Isaque), o temor de Isaque para o Deus de seu pai pode muito bem ter levado ao jovem a fazer a mesma coisa que seu avô.
       José vendido como escravo alcançou rapidamente o cargo de mordomo  de seu senhor Potifar o qual colocou-o sobre todos os bens de sua casa. Ao ponto de seu senhor não saber o que se tinha dentro de sua casa, pois, grande era a confiança em José. A cobiça e levou a mulher de Potifar a seduzir José para se deitar com ela, ora ele tinha o controle sobre todos os bens da casa de seu dono se deitar com a sua senhora não estava em suas limitações de escravo. Dia após dias o desejo de sua senhora foi aumentando ao ponto de atacar a vida de José para se deitar com ela o qual fugiu diante de sua face. Um jovem atraente com seus vinte e poucos anos com hormônios aflorando ele foi valente e resistiu firmemente apesar de que esse ato o levou a prisão injustamente. José tinha tudo para abandonar o seu Deus nesses dias de prisão o qual ele também achou graça aos olhos do carcereiro e o colocou sobre todos os outros presos reais. Servo dos presos, esse poderia ser a nova função de um escravo o qual tivera sonhos reinando sobre seus irmãos e seus pais um dia em sua terra.

1 - O sonho nunca deixará de se cumprir.

       E por falar em sonho foi o que levou até a presença de Faraó a interpretação de dois sonhos dos servos de Faraó o levaria dois anos depois diante da presença do rei todo poderoso do Egito. Nesse ponto de sua vida José talvez estivesse esquecido dos dois sonhos que tivera na mesma noite no campo colhendo trigo junto de seus irmão e de seu pai. As suas forças podem ter chegados a fracassar e assim como Jó queria saber a causa de tanto sofrimento ou o que ele tivera feito para merecer todo essa provação e sofrimento, até o dia em que o Faraó o chamou. As mudança na vida de José começara a partir da mudança de suas vestes e de seus trajes. Ele não poderia entrar de qualquer forma diante do rei tinha que estar de forma adequada, assim somos nós. Quantas vezes queremos estar diante da presença de Deus de qualquer jeito? Quantas vezes nossos trajes não condiz com aquilo que nos somos e com o lugar onde nos estamos indo ? "Não estou falando de usos e costumes aqui, estou falando de vida de comunhão com Deus". A fé e a esperança de José fora renovada juntamente com as suas vestes o desaparecido  sonho de liberdade voltou novamente a ressurgir em seu rosto.

2 - A fidelidade em Deus recompensada.

      Toda a ciência egípcia falhara diante de seu soberano por não conseguir interpretar dois sonhos que o rei tivera em uma noite. Os adivinhadores de sonhos era uma profissão bastante procurada no Egito antigo e chegando a serem bem pagos pro cada sonho interpretado da forma correta. Após a interpretação dada diretamente por Deus o qual foi engrandecido mas palavras de José diante do rei e os sábios conselhos para o Faraó, fez com que ele fosse exaltado diante de todos os que lhe acusaram e difamaram a sua vida.
A verdadeira prosperidade de José não estava em seu dinheiro, no seu trabalho, nos seus bens ou em coisas material, amuletos da sorte em nada disso estava a riqueza de José. Mas, no seu Deus o qual em todos os momentos da sua vida que fora preciso ele recorreu a Ele o único criador de todas as coisas.

Shalom Lekulam (Paz para todos)



Riqueza e a vida eterna

by fevereiro 05, 2018
Quando Jesus ia saindo, um homem correu em sua direção, pôs-se de joelhos diante dele e lhe perguntou: "Bom mestre, que farei para herdar a vida eterna? " Mc 10:17

       Desde a antiguidade com os faraós e a suas mumificações era de alcançar a vida eterna. Se estendendo por toda a idade média com as indulgências e as vendas de terrenos no céu pela igreja católica. O desejo de uma vida longa e natural do ser humano muitos estudiosos acreditam que o homem não fora criado para.morrer por isso o constante desejo de viver para sempre. Esse era o desejo do jovem rico apesar de possuir grandes riquezas a ciência não tinha os recursos necessários para que ele alcançasse o seu alvo. Mas, tem um homem que fala sobre isso é ele vai até Jesus. com toda a certeza não era a resposta que ele queria escutar. Vá vende tudo o que tu tens e dê aos pobres, imagino que essas palavras entrou com faca bem afiada em seu coração. O que adiantaria ter a vida eterna e não ter nada de valor? Ele era um homem religioso seguia todos os mandamentos desde a sua terna idade.
        Era um judeu fiel e digno de ser chamado judeu. Mas, o seu amor ao tesouro o destruiria. Buscai o reino dos céus e tudo nos será acrescentado (Mt 6.33), ora o que ele poderia querer já tinha tudo essas palavras não servem para mim.  A ganância o afastou daquilo que ele almejava ter. Quantos nos dias de hoje estão perdendo a vida eterna por causa de amar os bens materiais? Quantos estão dentro de uma congregação louvando a Deus, mas o seu coração está como as pessoas da idade média querendo comprar um lugar no céu? Assim, muitos levam suas vidas nos dias de hoje procurando se alimentar ou ter a vã esperança de que Deus vai levá-los a vida eterna. 

Onde está o nosso tesouro?

       É nesse ponto que surge a pergunta onde está o nosso tesouro? O que nos realmente queremos? Se o nosso desejo é ter a vida eterna como aquele jovem estamos realmente cumprindo o que é para ser feito? Jesus após as palavras que para o jovem podem ter parecido cruéis ele simplesmente diz: "Vem e segue-me", Jesus não queria que ele não tivesse nada ou voto de pobreza, apenas ele queria que ele cumprisse realmente os mandamentos que se resume em duas coisas "Amar a Deus e Amar o teu próximo como a ti mesmo". Duas coisas simples que toda a lei estava baseada era para ele fazer.
      Jesus nos adverte grandemente em Mt 6.19-21 sobre as conseqüências dos tesouros escondido. Onde está o nosso tesouro? Confiamos aqui nos prazeres da terra e naquilo que o dinheiro pode comprar? Ou estamos em Cristo?



Shalom Lekulam
(Paz a todos)

Risco de contaminacao

by janeiro 30, 2018


"Aquele a quem pertencer a casa virá e informará ao sacerdote, dizendo: Parece-me que há como que praga em minha casa." Lv.14: 35.


      Temos no livro de Levítico certas orientações acerca da limpeza ou pureza do corpo, leis que tratavam do cuidado com o corpo e de doenças que produziam algum tipo de excreção no corpo. Deus em sua infinita sabedoria não somente desejava que o povo dEle conhece suas leis para andar em segurança mas também queria garantir que nenhuma espécie de pragas ou doença se espalhassem no meio do Seu povo.

      Não era simplesmente uma questão de segurança biológica , o Senhor queria eliminar os riscos de contaminação tanto físicos como espirituais, o dever de não andar nos costumes de outros povos e culturas pagãs (Lv 20.23), a busca por viver em santidade (Lv 20.26), porém curiosamente observamos que a partir do capítulo 14  versículo 35 em diante vemos a lei acerca de lepra (ou mofo) numa casa , a casa biblicamente diz respeito a família , clã ou classe a qual pertencemos (Js. 24.15) , espiritualmente a casa representa o santuário do Espírito (1Co.6:19) , e que o Pai anela por habitar em cada um dos Seus (2 Co.16.18).
     Diante de tais esclarecimentos sabemos que tanto físico como espiritualmente corremos os riscos de sermos contaminados com as impurezas desse mundo , imoralidade, violência, toda a forma de injustiça e falta de amor a Deus e ao próximo podem ser a causa de maldição dentro de uma casa. 
No entanto sempre há uma saída,  o primeiro passo a ser dado é  reconhecer quando estamos contaminados , o reconhecimento de nossos pecados já é o indício de que a mudança ou limpeza se faz necessária em nossas vidas , o segundo passo é a atitude que temos que tomar de levar ao conhecimento do sacerdote (Lv.14:35) , somente quando temos a humildade de apresentarmos nossas falhas diante do sacerdote (Jesus) , o único que pode nos avaliar e nos limpar de todas as impurezas.

 Em Lc.5:12 nos deparamos com um leproso que prostou-se aos pés de Jesus desejando ser purificado e Jesus o curou de sua doença, "Quero fica limpo!" disse Jesus. A vontade do Pai através de Jesus é que todos nós sejamos limpos de nossos pecados para vivermos em santidade. 
Sabemos que não é tão fácil como parece, principalmente quando a mente está completamente contaminada com  o pecado , é necessário que muitos conceitos e sofismas sejam quebrados para que haja cura , padrões de pensamentos que presumimos ser corretos aos nossos olhos , mas que aos olhos de Deus está completamente errado. Como em Lv.14:35 é imprescindível a avaliação do sacerdote , para que as velhas estruturas de pensamento  sejam quebradas as paredes de nossa consciência sejam limpas das iniquidades , mas nem todos temos coragem de encarar nossos pecados , nossos medos , nossos traumas , e decepções do passado,  por vezes nossos pecados ocultod acabam até afetando nosso corpo*(Sl.32:3). Nem sempre temos a coragem e a humildade que o leproso teve ao chegar perto de Jesus, muitas vezes somos como o paralítico de Carfanaum  *(Lc.5:17-26) , incapazes de nos movermos diante do peso de nossas falhas , incapazes reconhecer que precisamos do perdão de Deus para nos curar , dói, sangra , mas é necessário primeiramente a cura interior para que haja cura exterior.


 Se Jesus não mexer nas nossas estruturas mais profundas jamais seremos limpos de todas influências que contaminam , somente a palavra é capaz de nos lavar *(Ef.5:26) , somente o Espírito Santo agindo dentro do mais profundo do nosso ser pode reconhecer que precisamos de uma  reestruturação do nosso caráter. A cura e limpeza exteriores são consequência daquilo que Deus faz no nosso íntimo por isso necessitamos de perdão e limpeza em nossa consciência, ações que somente Jesus , nosso sumo sacerdote pode realizar.

Deus abençoe a todos.


A quem você tem?

by janeiro 29, 2018
"A quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti." Sl 73.25.

     Hoje uma das perguntas mais comuns é quem nos temos? A quem podemos recorrer nos momentos mais difíceis das nossas vidas? A quem pedimos dinheiro quando estamos precisando? A quem pediu auxílio nos momentos de enfermidades? Poderia colocar diversas perguntas e a respostas para cada uma deles poderiam ser diferentes ou até a mesma pessoa, mas, quantos de nós iriamos recorrer a Deus? Diversas pessoas recorreram a mesma pessoa nos seus momentos mais frágeis de suas vidas.

1 - Moisés, o líder

      Sim um dos grande profetas das bíblia foi um dos maiores campeões de pedir auxilio. Ora como não poderia deixar de ser? Enfrentou a pressão do povo pedindo alimento, Deus deu o maná. Enfrentou a pressão da sede a rocha deu água. Enfrentou a pressão da falta de carne, Deus deu cordonizes para o povo todo durante um mês todo (Nm 11.20). A quem ele recorria era capaz de fazer todas as coisas. Fez o mar se abrir diante do povo e destruiu os seus inimigos, falou em cima do Monte Sinai com o seu povo o qual foi rejeitado por eles. O mesmo que o alimentou durante dois períodos de quarenta dias em cima de um monte e quando desceu o seu rosto estava brilhando com um pouco da sua glória. 
      A verdadeira comunhão e a intimidade sincera com Deus fazia de Moisés uma pessoa que sabia quem ele tinha. Nos piores momentos de sua vida ele recorreu ao Senhor o qual estava prontamente para o socorrer e estender a sua mão. Ele sabia a grande importância de ter alguém que ele pudesse contar sempre. Ex 33.15 "Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui." Esse era a certeza de quem tinha provado o poder de uma pessoa a quem ele pudesse contar. 

2 - Jó, o perdedor que tinha tudo.

      Ele não era o único, é fácil nos termos alguém que sempre nos ajuda e estar pronto para estender a sua mão, mas, quando é ao contrário? Jó e o grande exemplo disso, em seu livro logo no primeiro capítulo temos quatro características de Jó: Reto, Integro, Temente a Deus e Desvia-se do mal (Jó 1.1) e podemos acrescentar era um intercessor (Jó 1.5). Ora mas ele não era igual a Moisés, ele não tinha intimidade com Deus. Apenas o temor e todo o respeito pela pessoa de Deus. A sua história é indecisa enquanto ao tempo em que ele tenha vivido, alguns dizem que foi na época de Jacó e outros na época dos reis e até mesmo que ele nunca existiu sendo apenas um conto israelita. Ele perdeu tudo, filhos, gado, bens materiais, servos e até mesmo a sua saúde.
      Jó aprendeu da pior maneira o que era estar no meio de um guerra espiritual entre Deus e o diabo. Mas, mesmo assim apesar de todas as desgraças que ocorreram em sua vida ele não negou a Deus e nem o amaldiçoou (Jó 1.21-22). Por confiar e saber de todas as maravilhas que Deus poderia lhe dar e as suas ações boas que demonstrava a sua fidelidade e adoração a Deus. ele sabia que aquilo que ele passava Deus iria por um fim mesmo que fosse com a sua morte (Jó 19.25-28). 

3 - O melhor que você pode ter.

      A quem você pode recorrer? Volto a primeira pergunta que só pode responder para si, Mas lhe mostrarei a quem você deve recorrer o mesmo Deus de Moisés que abriu o mar e fez da pedra sair água, o mesmo Deus que restaurou a saúde de Jó, o Deus que é vivo para todo o sempre. João 17.20 "20 E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim;". Sim o mesmo Deus que entregou o seu filho o qual orou por nós. O papel de Jesus é a ligação, o sacrifício perfeito que nos une a Deus. O mesmo Deus que ajudou seu servos no passado Ele nos ajuda nos dias atuais. Busquemos assim como o salmista ele sabia que não existia ninguém  melhor em todo o Universo existente melhor que o Deus. O seu amor por Deus impacta as almas sedentas por Deus até os dias de hoje: "A minha carne e o meu coração desfalecem; do meu coração, porém, Deus é a fortaleza, e o meu quinhão para sempre.Pois os que estão longe de ti perecerão; tu exterminas todos aqueles que se desviam de ti. Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus; ponho a minha confiança no Senhor Deus, para anunciar todas as suas obras." (Sl 73.26-28). Sim verdadeiramente bom é Deus para com o seu povo (Sl 73.1), a único amigo que podemos recorrer em todos os momentos de nossas vidas.

Shalom lekulam! (Paz a todos!)

Na presença de Deus.

by janeiro 26, 2018
       Em um belo culto de domingo me deparei com uma música um pouco antiga da banda 4 por 1 a música  Diante de Ti. A letra dela diz o seguinte: "Diante de ti da vontade de Pular, dá vontade de gritar, dá vontade de correr". Mas, no ponto de vista bíblico é isso mesmo que acontece? Será que todos os homens que estiveram diante da face de Deus pularam? Gritaram? Correram? Como está o nosso conhecimento? O que temos achado que seja a presença de Deus é realmente a presença de Deus ou mera vontade humana?

1 - O terror da sua Glória.

      O livro de Ex 22.12 do que os homens ficaram com medo da presença de Deus e eles não quiseram ouvir a voz do seu Deus, pois, os trovões e relâmpagos o afastavam diante de sua presença. Ora como podemos dizer que pulamos? A forma manisfesta de Deus nos faz temer e reconhecer que nada somos diante dEle. Ora Moisés se chegou para perto da nuvem e incentivava seus irmão a estarem perto de Deus, como é bom sentir ou ter o prazer do gosto da sua presença. Alguns acham que a visão dos israelitas que tiveram não era necessário para ter todo o medo. Estudiosos acreditam que nunca se foi vista uma visão igual a que os israelitas tiveram no Monte Sinai. em Ex 19 nos diz que o monte fumegava e a mistura dos trovões e relâmpagos assustavam a todos. Moisés sabia que Deus estava testando a sua fé mas, a falta de intimidade com o seu Deus os afastava da sua santa presença.

2 - A fumaça que invade.

       Para os judeus não se tem maior momento na bíblia do que a construção do primeiro templo. Toda a Adoração estava voltada para Jerusalém. A construção acontece apenas o reinado de Salomão, filho de Davi, a mais de quinhentos anos da conquista da terra. O descaso ou a falta de interesse dos filhos de Israel para construir um templo. Possa ser que eles reconheciam que nenhum templo poderia suportar a sua grandeza (II Cr 6.18 / At 17.24). O mover para contribuir na construção mexeu com muitos israelitas assim como na construção do tabernáculo no deserto, Davi tinha preparado muitas coisas para seu filho iniciar a obra. O que ninguém esperava estava iria acontecer na consagração do templo.
        Em I Rs 8.1-11 fala sobre os primeiros momentos da consagração do templo após ser posta a Arca da Aliança no seu devido lugar entre os querubins e a saída dos sacerdotes. A Kevod leElohim (A gloria de Deus) tomou conta de todo o lugar (I Rs 8.10-11). E todos os sacerdotes ficaram pulam e dançando diante da presença de Deus. Não eles náo conseguiam ficar de pé, uns dizem que estavam sentados, mas eu acredito que eles estavam prostrados com rosto em terra diante da Santa e Poderosa Presença de Deus.

3 - A brisa suave.

        Ora Deus se manisfesta de formas violentas e radicais? Não, em um das passagens que eu admiro e ficou saboreado a comunhão entre Deus e o homem. Sempre me vem a mente Elias na caverna. Um profeta que fazia fogo descer do céu (I Rs 18.37-38 / II Rs 1.10,12) tinha medo de uma mulher e se escondeu na caverna. Em todo o tempo que esteve na caverna fugindo, pensou que a sua vida tivesse chegado ao fim. Mas, é ali que naquele lugar, o encontro que ele tivera diretamente com o seu criador (I Rs 19.9-18). Deus ia se manifestar para Elias e com isso aconteceu alguns fenômenos naturais. 1 - o vento forte, mais demonstração da presença de Deus do que um vento que era forte na fenda da rocha (I Rs 19.11), mas as escrituras são claras Deus não estava lá; 2 - O terremoto, um dos acontecimentos além dos trovões e relâmpagos que afastaram o povo no monte Sinai de Deus, foi os tremores de terra e novamente Ele não estava naquele lugar; 3 - O fogo, a manifestação que Elias já estava acostumado ver Deus se manifestar, mas Ele não estava ali (I Rs 19.12). Assim como a visão dos israelitas no cume do Monte Sinai (Ex 24.16); 4 - A voz mansa e suave ali Deus estava e falou com o profeta.
Ora uma voz mansa e suave completamente diferente das outras manifestações anteriores. Agora o profeta pulo de alegria e saiu ao seu encontro dançando e gritando? Não apenas cobriu o seu rosto e saiu daquela caverna para escutar a voz do seu Deus.

Conclusão

      É fácil queremos nos saciar com danças, pulos e gritos mas, Deus realmente está em nosso meio? "Eu Sou Livre Para Adorar a Deus como eu quero". Sim verdade Deus nos deu liberdade, mas, o que João fez ao estar diante da presença manifesta de Deus? Ap 1.17 ele caiu por terra como morto. A visão que ele tivera é algo maravilhoso que a nossa mente humana é incapaz de compreender ou pensar como seria (Ap 1.11-16).
nossas vontade tem que morrer para que nos possamos estar na presença de Deus. Temos que deixar as nossas tradições e desejos carnais para que Ele possa ser manifesto. Pode estar pensando mas e tudo no velho testamento e ele já perdeu a importância ou Deus agia de forma diferente com o povo. O hoje o tempo e outro estamos na graça, "
O que fazemos na presença de Deus? Será que estamos sendo enganados pela nossa viu vontade e desejo de pular e dançar e dizemos que Deus fazemos isso na presença dEle? Ou será que não sabemos quando Ele está presente?

Shalom lekulam
(Paz a todos)

"Shemá" - A expressão da obediência.

by janeiro 24, 2018

"Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor. Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças." Dt 6. 4-5.

Andar em obediência e temor são os princípios centrais da "renovação do concerto"(Deuteronômio) para os filhos de Israel , servindo de base para que todo aquele que foi alcançado pela graça em Cristo através da herança aliançada por Deus em Abraão da qual todas as famílias da Terra seriam abençoadas por meio da FÉ. 

      A expressão hebraica "shemá" que na tradição israelita significava "ouvir e obedecer" ou "amar e ensinar" , buscava traduzir em um estilo de vida de comunhão com Deus , estabelecendo razão e sentido para se viver em temor a Deus , diante de tudo aquilo que o Senhor tinha feito pelo povo hebreu desde os patriarcas até a saída do Egito , era e continua sendo necessário  comunicar as gerações posteriores sobre o modo como devemos amar e nos mover diante do Deus que criou todas as coisas. 

Os 3 elementos da obediência: coração, entendimento e força.

     Somente é possível obedecer a Deus quando compreendemos que essa vontade deve partir do nosso coração, quando todos os nossos sentimentos estão voltados para Deus, a expressão hebraica para amor é "AHAVA", que também está relacionada com o verbo "dar ou doar", toda manifestação de amor a Deus é sinalizada pelo modo como nos doamos a Ele, em Jo 3.16 vemos que Deus não quebra seus próprios princípios que foram estabelecidos desde a fundação do mundo , antes Ele doou a si mesmo por amor , logo toda a obediência tem raiz no amor , deve partir do coração. O sentimento de amor a Deus nos impele a conhecer e compreender realmente quem Ele é  no livro dos Provérbios temos o exemplo de como a sabedoria do homem é proveitosa para Deus, quando cultivada para viver em justiça e retidão , a submissão humilde do nosso intelecto ao Senhor resulta não somente na revelação de quem Ele é, mas também em atitudes que agradam ao Senhor e isso afeta o nosso caráter.  

      A obediência relaciona-se com nossa vida física e espiritual e tem aplicação prática a nossa vida reta e moral. Por isso é importante amar e conhecer ao Senhor, para que tenhamos atitudes e decisões que estejam em harmonia com o propósito dEle para toda a Terra.

       Jesus é a expressão exata da obediência, o "logos" , o verbo vivo (Hb 1.3) , toda a sua vida e seu ensino foi voltado a obediência ao Pai , curando os enfermos , partilhando o pão, expulsando demônios, Jesus caminhou entre nós com justiça, santidade e misericórdia, se fez servo até a morte e sua ressurreição foi sua coroa, amor a Deus nos edifica e transforma para conhecer e andar como ele andou (1 Jo 2.3-17) não nos escreveu novo mandamento, pelo contrário, confirmou e nos ensinou verdadeiramente como viver em obediência, primeiro amando a Deus e conhecendo-o, expressando em ações esse amor. Jesus nos confirma isso na passagem de Mt 22.37-39, são dois mandamentos que expressam a verdadeira obediência ao Senhor.

"Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele". Jo 14.21.

O amor

by janeiro 22, 2018

"E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria."  1 Cor 13.4

     O que é amor? Muitos falam de amor ou que amam alguém, mas, sabem o que é realmente amor? Apóstolo Paulo escreveu um capítulo inteiro sobre o que era ser amor. O mesmo capítulo parte dele foi usado em uma música de Renato Russo. "Ainda que eu falasse a língua dos anjos e falasse a língua dos homens sem amor eu não seria." Existe vários tipos de amor qual é o melhor deles?

1 - Amor ao próximo.

      Um dos maiores amor e entre pessoas, sendo elas do mesmo sexo ou de sexos opostos. Em 1 Sm. 18.1, vemos a história de David e Johnatas, homossexuais usam essa passagem para falar que o rei David era gay e que a bíblia defende o amor entre pessoas do mesmo sexo. Vamos estudar um pouco sobre essa palavra nessa passagem o verbo hebraico é ahabh (amar) mas o sentido da palavra é amor para com alguém, até mesmo adorar ou gostar. O verbo hebraico para amor sexual e ahebh (amar), esse sim é o verbo do desejo carnal das paixões.
      No grego, o idioma do texto de I Coríntios a palavra e ágape que demonstra um amor para com uma pessoa. Vários significados para essa tão pequena e muito usada palavra existem pelo mundo. Mas, como podemos expressar esse verbo em nosso dia a dia?

2 - Amor pelo mundo

      O verbo ágape também é usado para representar um amor maior que todos os outros amores existentes. O amor de Deus, quem não sabe a passagem de Jo 3.16? Porque Deus amou. Sim ele amou o mundo a tal ponto que o criou (Gn 1.3). Contos e crenças judaicas acreditam que nessa versículo de Gênesis 1.3 Deus estava se doando. A luz que brilhou foi o sacrifício de Deus para criar o mundo. O próprio Criador deu o que havia de melhor, seu filho, para se doar pela humanidade afastada do convívio divino.

3 - Amor a Deus.

      Esse é o amor de Deus para com o mundo. Um Deus que se encarnou e se fez carne para saber o que é sofrer e para estar junto a sua criatura e viver como eles.
Para mim não se tem melhor prova de amar a Deus do que a conversa de Moisés com Deus no alto do monte Sinai. Ex 33.2-3,12-15 nos mostra uma conversa apaixonante entre a criatura e o seu Criador, onde as palavras da criatura era uma sede incontrolável pela presença de seu Criador todo poderoso. Gostamos do título somos filhos de Deus mas, onde está o nosso amor por Ele? Onde estamos demonstrando o nosso amor para com o nosso Deus? Ele nos deu a vida e todo o amor se entregou duas vezes por nós e ainda somos ingratos a Ele.

Conclusão.

      Aprendamos realmente a amar aquilo que nos interessa. Nossa família, pais, amigos, irmãos e principalmente o nosso Deus. O qual ele nos amou e criou e se entregou para que nós pudéssemos ter de volta a comunhão perdida com a saída do Éden. Paulo assim como Moisés reconhece que a melhor coisa que poderia existir para a sua vida e ver a face de Deus 1 Co 13.12.

Shalom.

O blogger vai ser atualizado todas as Segundas, quartas e sexta.
às 13:00 (horário de Brasilia)


Queres acompanhar a leitura anual da biblia?  Clique aqui e acompanhe o Blog Leitura do Adorador. todos os dias novos estudos.

O FERMENTO DOS HOMENS - O PECADO COMO ESTILO DE VIDA.

by janeiro 19, 2018


 "Então ouvi outra voz do céu que dizia: "Saiam dela, vocês, povo meu, para que vocês não participem dos seus pecados, para que as pragas que vão cair sobre ela não os atinjam"Ap 18: 4.



      O pecado é  o ato de transgredir a lei *(1Jo3:4) , mas não somente transgride a lei mas também separa o homem de Deus ,  no período de  Êxodo do povo hebreu era pecado todo aquele que estando no meio dos israelitas não fosse circuncidado , essa era a marca da aliança, um sinal que apontava que aquele povo era separado para Deus. Quando Deus ordenou a Moisés que o povo celebrasse a Páscoa judaica *(Ex.12) , todas as famílias tinham que sacrificar um cordeiro sem defeito , e nos sete dias seguintes teriam que consumir pão sem fermento , toda a levedura que tivessem armazenado tinham que lançada fora pois simbolizava o pecado.

O fermento é um ingrediente que faz a massa do pão crescer, somente acrescentando um pouco já muda o seu aspecto natural ,   fazendo uma analogia ao pecado , mesmo um pouco dele poderá fazer um grande estrago, notamos que o homem não foi criado para pecar mas escolheu o pecado e a morte  como forma de obter conhecimento , muitos hoje continuam a escolher o pecado e a morte como estilo de vida. Jesus falou sobre o fermento dos fariseus *(Mt.16) , referindo - se as doutrinas ensinadas por eles , que mesmo em pouca quantidades poderiam influenciar grandes grupos de pessoas.

O engano do pecado cresce e torna a mente humana escrava dele *(Jo.8:34) o homem moderno criou muitas formas de entretenimento que escravizam a mente e cauterizam as consciências das pessoas , tornando o pecado algo simples , infantil e sem importância , mas a longo prazo esfriam o coração e corrompem a alma. O perigo das distrações do entretenimento moderno é que ele visa anular o desenvolvimento do homem interior e bloquear nossa relação com a nossa fonte criadora que é Deus.

Filmes , jogos , séries ,  redes sociais, comida , bebida , moda e até mesmo esportes se consumidos da forma indevida podem fugir do controle e se tornarem vícios destrutivos, tornando a nossa natureza em pecado. Davi foi claro quando deu ênfase logo no Salmo 1 de que nosso prazer deve estar na lei do Senhor e nela devemos meditar dia e noite , e Moisés que escreveu no capítulo 6 de Deuteronomio que o lei do Senhor deve ser colocada por frontal entre os nossos olhos e na palma da mão direita , ou seja , tanto Davi quanto Moisés tinham a palavra de Deus como um estilo de vida , um pensamento ( frontal) que definia um comportamento  (mão direita). Uma vida de separação deve ser prioridade aos que buscam viver pela palavra pois assim Jesus Cristo nos ensinou:. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. *(Jo. 17: 17). Jesus andava em meio as prostitutas, publicamos e pecadores , mas não perdeu sua santidade , pelo contrário veio para que todos alcancem o arrependimento e santidade através do lavar purificador da palavra.*(Ef.5:26-27) para que todos nós sejamos apresentados sem mácula perante o Senhor.

Igreja X Babilônia - Noiva X Prostituta

      Em Apocalipse, o grande sistema mundano que viabiliza o pecado como produto de consumo em muitas nações e chamado de "Grande Babilônia" um padrão de pensamento humanista que contaminou todas as áreas da sociedade, educação, família,  indústria,  comércio e sistemas religiosos estarão seduzidos pelo sistema babilônico, estabelecendo a violência,  liberalismo da sexualidade e o ser humano com suas vãs  filosofias como centro do universo. Mas o fim nós já sabemos a grande prostituta que são as religiões que se opõe ao verdadeiro evangelho irão cair  e o sistema Babilônico que se opõe a santidade de Deus será destruído.
      Jesus Cristo nos ensinou como nos posicionar dentro do estilo de vida que Deus quer para todos as pessoas, a palavra de Deus é o parâmetro de nivelamento do nosso caráter, e a obediência a palavra é essencial, não é somente uma vida de jejum e oração, é obediência ao Senhor e isso vai muito além dessas duas ações  é ter cuidado com o que consumimos, é qualidade de vida, o que colocamos em frente aos nossos olhos, o que ouvimos, o que vestimos, o que comemos e até mesmo o que pensamos, todas as nossas ações devem ser para a glória de Deus.(1Co.10:31).
    Podemos passar horas em jejum e oração, mas se depois desse período de consagração sentarmos em frete a TV a assistir algo que só produz pensamentos impuros como violência e sensualidade de nada adianta , e se da mesma forma quando nos alimentamos de maneira desregrada após um período de consagração , comendo produtos industrializados super calóricos. Ouvir músicas que de nada edificam com temáticas sobre prostituição e violência que de nada edificam ,  tudo o que consumimos tem que produzir um efeito positivo em nossa vida com objetivo de melhorar nossa vida no aspecto físico e espiritual ,  afinal nosso corpo é o templo do Espírito Santo.
      "Que acordo há entre o templo de Deus e os ídolos? Pois somos santuário do Deus vivo. Como disse Deus: Habitarei com eles e entre eles andarei; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo". Portanto, "saiam do meio deles e separem-se", diz o Senhor. "Não toquem em coisas impuras, e eu os receberei. e lhes serei Pai, e vocês serão meus filhos e minhas filhas, diz o Senhor Todo-poderoso." (2 Co 6: 16 - 18)
     Assim concluímos que devemos nos abster de toda a forma de mal , e não compactuar com o sistema mundano que opera no coração daqueles que se deleitam com o pecado e com os demais desejos desse mundo , que só nos levam a degradação e como consequência a morte eterna. Tendo o cuidado de analisar todas as coisas e vendo se aquilo que estamos consumindo , e se o nosso estilo de vida agrada a Deus.



 Que seja sempre Cristo a bússola viva que nos orienta a seguir uma vida de santidade e intimidade com Deus todos os dias. Amém.



O caminho de Caim

by janeiro 15, 2018

Todavia, esses tais difamam tudo o que não entendem; e as coisas que entendem por instinto, como animais irracionais, nessas mesmas coisas se corrompem. Ai deles! Pois seguiram o caminho de Caim, buscando o lucro, caíram no erro de Balaão e foram destruídos na rebelião de Corá.
 *(Judas:10-11)

Para refletir:
A carta de Judas é pequena porém incisiva, fala da heresia que sorrateiramente se infiltrava entre os irmãos das igrejas da Ásia Menor, do falso evangelho pregado por homens que abusavam da graça de Deus , negando a soberania de Cristo , e seguidores de seus próprios desejos.
E olhando para todos os fatos que se ocorrem em nosso tempo , concluímos que essa carta é mais atual do que imaginamos.

A corrupção moral nunca esteve tão atuante em muitos setores da sociedade como esta nos dias de hoje ,  mídias sociais que banalizam a pornografia e a violência ,  governo e econômica cada vez mais se solidificando como sistemas falidos que visam somente extrair o trabalho daqueles que são a base sustentadora da pirâmide social que eles mesmos criaram , a cada minuto mais e mais heresias sistemáticas vem se fundamentando dentro de organizações que se dizem religiosas , o caos que tem levantado uma geração cada vez mais dividida em prol de  seus próprios ideais.

Judas cita Caim ,  pois esse é o caminho daqueles que escolhem viver ausentes de Deus , daqueles que escolheram um estilo de vida vazio , irresponsável, sem compromisso , no ponto de vista deslumbrante de que escolheu a liberdade para ser feliz.
O primeiro homicídio registrado nas escrituras foi cometido por Caim , quando entristeceu-se ao saber que o sacrifício oferecido por Abel era agradável ao Senhor , pois eram as primeiras crias do seu rebanho ,  Deus estava em primeiro lugar para Abel e por isso merecia o melhor do trabalho de suas mãos *(Gênesis 4:4-5) , esse fato fez com que Caim se rebelasse a ponto de matar seu irmão e escolhesse viver longe da presença de Deus.

~"Nos tornamos como Caim quando somos negligentes em nossa relação com Deus e com o nosso próximo" *(1João 4:20-21).Muitos hoje andam por esse caminho, esse estilo de vida, pois assim se sentem confortáveis em viver de modo errante , sem que isso seja incomodo. As consequências históricas de povos que andaram em desobediência, e assassinato estão ao longo das escrituras e de toda a história humana ,  a primeira cidade Enoque ,  os primeiros homens preocupados em se entreter com música e guerra*(Gênesis 4:17-22).
A primeira tirania regida por um homem , Ninrode, que mais tarde se rebelou contra os céus com o intuito de ter o nome mais célebre que o de Deus.*(Gênesis 11:1-9).

Esses e muitos outros fatos históricos que deram origem a rebeldia humana que nasceu no Éden após a queda de Adão , percebemos como a humanidade busca cada vez mais resgatar a natureza caída e viver longe daquele que a verdadeira fonte de vida.
Todas as circunstâncias se alinham para aquilo que particularmente chamo de o pensamento Babilônico*(Ap.18:2), as marcas das gerações corruptas que se opõem a tudo que fala a respeito de Deus.*(2 Ts 2:4).

Deus , por meio de Jesus colocou em ação seu grande plano redentor , para resgatar aqueles que não desejam viver longe da fonte de origem que é Pai. O pecado trouxe para o nosso mundo a morte e separação eterna de Deus , mas Cristo o último Adão *(1Co15:45) veio para nos ensinar a restaurar a natureza celestial em nós, pois é por meio de cada um que Deus quer restabelecer sua presença neste mundo caído.

Jesus é a chave fundamental, o sentido e o meio pelo qual alcançaremos a estatura de humanidade restaurada , com a mente renovada e prontos para experimentar e viver a amor de Deus. *(Ef.4:13-15).



Apenas um pedaço.

by janeiro 12, 2018
"Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;" Gn 2.21

      Ao ver uma mensagem me deparei com esse versículo de uma forma que eu não tinha percebido. A pregadora se referiu desta forma: "Deus só quer um pedaço de você". Aprendi que Deus nos quer por inteiro e confesso que nessa ministração me chamou atenção e me fez refletir: O que seria esse pedaço? O qual pedaço de mim eu poderia dar para Deus? Foi aí que me veio a memória grandes nomes da Bíblia que Deus quis apenas um pedaço.

1 - O filho com pedaço.

      Me veio a tona a vida de Abraão e o seu sacrifício. Deus pedirá Isaque o filho da promessa o qual era fruto do milagre de Deus na vida de Abraão e de Sara, sua esposa, mesmo tendo terminado o siclo menstrual ele engravidou pela graça alcançada do Senhor. E ele se vê agora mais uma vez provado por Deus que pede para ele entregar seu filho. Ora, Abraão não tinha só Isaque de filho já tinha Ismael seu primogênito, filho de Hagar, mas tudo aquilo que ele esperava dependia da vida de Isaque.
     O hino 380 da harpa cristã tem um verso que me chama atenção como sendo palavras de Abraão: "Deus pode o meu filho libertar da morte". Com toda certeza Abraão pensava dessa forma e seguiu em diante o seu caminho e foi abençoado por causa do seu amor é isso foi imputado com ato de justiça também (Gn 15.6).


2 - um pedaço de si mesmo.

     É sem dúvida ele amava a Deus, mas esquecemos ou não queremos nos lembrar do maior amor. Vamos ler Gn 1.1-2, a criação de tudo ou o começo de todas as coisas. Você pode se perguntar o que tem haver essa passagem com se dar um pedaço? Estudioso rabinos crêem que Deus se doou, dando uma parte de sua forma para criar todo o universo que nós conhecemos e o que não conhecemos também. 
     Que prova de amor e doação pelo próximo  a melhor forma de demonstrar tamanho sentimento por sua criação e se doar para dar origem a alguma coisa. Deus fez isso por nós não somente uma vez mas duas vezes conforme Jo 3.16, passagem conhecida de todos. Amor ao ponto de se entregar, pela sua própria criação, Jesus feito a semelhança do Adão perfeito sendo considerado por Paulo como Cristo sendo o segundo Adão (1 Co 15.45-47).


3 - Jesus o pedaço de um todo.

     E o sacrifício de Cristo para a nossa remissão era necessário um pedaço se tornar um todo e através desse pedaço alcançar todo mundo perdido. Somos salvos através do pedaço de Deus. O qual morreu e se doou por nós. Is 53 vem nos demonstrar o grande sofrimento que ele passaria por causa de nossas falhas e pecados. Somos culpados de um pedaço ter se tornado um inteiro por causa da maldade em nossos corações.

Conclusão

      Qual é o pedaço que Deus te pede? O que ele quer de você? As vezes queremos tanto Ele, mas não estamos dispostos a dar nem sequer um pedaço mínimo do nosso tempo. Salomão nos disse que existe tempo para tudo Ec 3.1. Jó reconheceu que o pedaço que ele tinha não era dele (Jó 1.20-21) e por isso foi ricamente abençoado (Jó 42.10). O que Deus te pede hoje não se compara com aquilo que ele já fez por você. Sua vida, sua casa, sua saúde, o ar que você respira, seus filhos, sua esposa. Tudo Ele te deu e nós não queremos dar nem sequer um pedaço de nós.

Confiando em Deus.

by janeiro 05, 2018

"É melhor confiar no

Senhor do que confiar

 no homem".     Sl 118.8



      Mais um ano está se inciando e como sempre os nossos planos são renovados, alterados ou deixamos de lado. Quando alcançamos os nossos planos ficamos alegre e contentes, pois, a graça nos é dada através dos nossos esforços e esquecemos de quem nos pedimos ajuda para alcançar aquele alvo desejado. O salmista nos faz um grande alerta é melhor confiar em Deus do que "no" homem, será que ele nos diz para sermos individualista? Ou para não amarmos os nossos irmão e vivermos completamente isolados do resto do mundo?
      Nada disso, ele simplesmente entregava tudo aquilo que ele esperava nas mão de Deus e sabia reconhecer que toda a dádiva alcançada vinha somente de um único lugar e de uma única pessoa. Era assim que os grandes homens descritos na Bíblia venciam, pois, eles tinham a certeza de que tudo aquilo que eles precisasse vinha do alto. Confiar em Deus é a fonte segura para nós alcançarmos a redenção.

1 - O rei morto pelo orgulho.

      Muitos conquistadores famosos tiveram a honra para si por ter conseguido dominar os povos inimigos. Mas, dentro do livro de Atos (At 12.23) vemos o rei Herodes (Agripa I, segundo alguns historiadores), grande governador da Judeia o qual foi morto por não ter dado a honra merecida ao verdadeiro e único Deus. Quantas vezes nos não agimos como o rei Herodes ao conseguirmos as nossa vitórias sobre os nossos inimigos ou aquela causa pendente na justiça? O qual grande é o nosso orgulho ao ponto de querermos a honra é a glória para nós e não para Aquele a qual de direito pertence.
      Agir de forma ingrata a Deus nnos faz sermos semelhante ao mais ateu deste mundo, Professamos a fé em deus que Ele cura, que é o dono do ouro e da prata, mas, no momento em que Ele vem ao nosso socorro e nos concede a vitória nos queremos reconhecer os nossos esforços.

2 - Ouvindo a voz do falso líder.

     Existe também um outro exemplo da bíblia dentro do livro de I Reis  (I Rs 13.16-26) a história de um profeta que deixou de ouvir a voz de Deus para escutar a voz do homem. O texto bíblico não relata o seu nome, mas nos conta que ele tinha sido proibido de parar para comer, beber, descansar e fazer qualquer coisa na terra de Israel. Ora o profeta estava sendo fiel as ordenanças do Senhor até encontrar um profeta sem mensagem de Deus.
    Israel tinha deixado de adorar a Adonay desde a separação dos reinos, o medo de Jeroboão em perder o seu reino para os descendentes de Davi fizera ele se distanciar e faz deuses para o seu povo (I Rs 12.25-33). Deus prometera para Jeroboão que ele teria o reino se ele fosse fiel a Deus, mas o seu orgulho e o seu caráter mal fizera ele mesmo se afastar e levar todo o povo a se afastar do Deus vivo. O profeta viera para alertá-lo por causa do erro que cometerá, mas encontra um profeta em seu caminho o qual mente dizendo que o Senhor lhe dera um ordem para que aquele profeta comesse em sua casa.
Muitas vezes nós agimos como esse profeta, somos enganados por homens de Deus que não tem a mensagem verdadeira, deixaram de se contaminar por causa da inveja e por não serem mais usados pro Deus como foram usados no passado. Aquele profeta sem nome registrado aprendeu da forma mais cruel que se pode aprender uma lição pro desobediência pagou com a sua própria vida por não ter escutado a voz de Deus.

Conclusão

Dois exemplos do grande perigo de não dar o merecido reconhecimento a Deus e confiar no homem. Um rei morreu porque foi comparado a um Deus e um profeta morto por escutar a voz de um homem que não tinha mensagem de Deus. Tomemos o devido cuidado, dar a Glória devida a Deus e escutar a sua voz faz a grande diferença em toda a nossa vida.

Shalom.

Queres acompanhar a leitura anual da biblia?  Clique aqui e acompanhe o Blog Leitura do Adorador. todos os dias novos estudos.

Renovando nossas esperanças

by janeiro 02, 2018


"Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, e cuja esperança está no Senhor seu Deus"                          Sl 146. 6

texto extraído da página: Líderes de Célula - Facebook
      A cada início de ano fazemos projetos de mudanças, de nos esforçarmos para melhorar nossos relacionamentos familiares, de cuidarmos melhor do nosso corpo, de nos organizarmos financeiramente e tantos outros planos, mas, ao longo do ano, a gente acaba esquecendo e a vida continua do mesmo modo que antes. Segundo pesquisa nacional, apenas 10% das pessoas conseguem cumprir os projetos feitos no início de cada ano. E por não conseguirem cumpri-los  perdem a esperança. Como fazer para renovar as nossas esperanças?

1.   APRESENTE SEUS PROJETOS AO SENHOR

     O primeiro passo para uma vida de sucesso está em reconhecer a necessidade de se projetar no Senhor, ou seja, buscar n’Ele a direção de todos os passos para o alcance daquilo que se almeja. Em outras palavras, o nosso sucesso depende de uma vida de obediência e dependência do Senhor. É nesse entendimento que devemos reavaliar todos os nossos planos e projetos que não foram alcançados neste ano de 2017 e, ao mesmo tempo, apresentar ao Senhor os novos planos e metas para o ano de 2018, certos de que os alcançaremos, pois nosso Deus é poderoso para fazer mais do que pedimos ou pensamos (Ef 3:20). Pronto está o Senhor para nos abençoar. Portanto, é nesta confiança que devemos marchar, rumo às nossas conquistas.

2.    RENOVE AS SUAS FORÇAS NO SENHOR

      Que, na virada do calendário, possamos reavaliar toda a nossa caminhada até aqui e buscarmos no Senhor o fortalecimento para prosseguirmos numa nova caminhada, sadia e segura, até alcançarmos a realização de Suas promessas, porque esta é a Sua vontade para nossas vidas. Vamos colocar em ordem a nossa vida diante de Deus e, assim, teremos um novo ano abundante, cheio de paz e prosperidade. Somos “casa espiritual”, morada do Espírito Santo, logo, precisamos fechar as brechas, fazermos uma “faxina” interior uma vez que o Senhor Jesus não entra em uma “casa” se nela ainda há áreas escuras, ou se ainda vivem nela moradores clandestinos. É necessário que a “casa” esteja em ordem para recebê-lo. Diante desta verdade, no momento em que esperamos a entrada de um novo ano, precisamos reavaliar o estado da nossa “casa espiritual”, que é o nosso coração, e ver o que deve ser reparado para que o Espírito Santo possa entrar e fazer morada e, assim, possamos desfrutar do melhor de Deus no ano de 2018.
     Neste ano que termina, quantos de nós perdemos oportunidades importantes que nos foram dadas: oportunidades no trabalho, na vida familiar, na igreja, na vida sentimental e, quem sabe, ainda outras oportunidades que nos foram dadas no curso de todo o ano e, talvez agora, estejamos a perguntar: é possível recuperar o que foi perdido? E, se é possível, o que precisamos fazer para recuperar o que perdemos? Busquemos ao Senhor, Ele nos mostrará como fazer.

CONCLUSÃO.

     Estamos entregando mais um ano na presença do Senhor e, ao mesmo tempo, está sendo preparado um novo ano para nos ser entregue. Isto é motivo de nos alegrarmos em Deus por tudo que Ele nos tem feito e por tudo que ainda há de fazer por cada um de nós. É nesse mesmo espírito de gratidão que renovamos a nossa esperança e a nossa confiança no Senhor, recebendo o novo ano, movidos pela certeza de que Ele está conosco, e há de estar sempre. Renove a sua esperança no Senhor e viva um novo ano de conquistas e vitórias.


Obrigado

by dezembro 29, 2017
"Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus." 1 Ts 5.18
      Mais um ano se aproxima do seu final. Dias difíceis, de choro, tristeza, amargura, mas também foram dias de vitórias, dias de alegria, dias de recomeço e porque não dias para nos sermos gratos a Deus? Chegamos conseguimos passar pro tudo aquilo que nos sobreveio no meio da nossa vida ao longo de um ano inteiro conseguimos através de Cristo que nos fortaleceu, nos guardou, nos amou, esteve todos os dias juntamente conosco.
Não teria palavras para encontrar nestes últimos dias do ano se não um simplesmente.
Obrigado PAI! pois, sem Ti nós não teríamos conseguido, Sem a tua presença em minha vida não teria volta a atualizar o blogger. Obrigado a todos os leitores que acompanham as publicações e que Deus possa através desse simples e mero blogger lhe ajudar nos momentos difíceis de sua vida.


OBRIGADO DEUS!
TODAH RABAH ELOHIM!

Shalom.
Tecnologia do Blogger.